Notícias

  • Medicina periodontal
    Doenças periodontais (ou gengivais) são inflamações crônicas localizadas na gengiva, nos tecidos e ossos subjacentes. São induzidas por bactérias e produtos da placa bacteriana (restos de alimentos). O aspecto da gengiva com periodontite é diferente: ela apresenta-se mais avermelhada, lisa, brilhante e com sangramento (exceto no caso de fumantes, ondes os tecidos periodontais podem apresentar um quadro ativa sem estes sinais clínicos de inflamação).

    As doenças periodontais evoluem por meio de surtos de atividade periodontal destrutiva e dependem da suscetibilidade de cada indivíduo. Se não forem tratadas adequadamente pode ocorrer grande perda óssea alveolar e até perda dos dentes.

    Diversas pesquisas demonstram que as doenças sistêmicas, como diabetes,aterosclerose, DPOC (doença pulmonar obstrutiva Crônica), endocardite, sinusite, rinite, AVC (derrame), enfisema, gastrite, entre outras, funcionam como fator de risco para a doença periodontal. Por outro lado, as doenças periodontais também podem influenciar nas doenças sistêmicas, dificultando a cura destas; existindo ainda outros fatores de risco locais ou hábitos como o estresse e o fumo.

    De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia , a endocardite é responsável por grande parte dos casos de doenças cardíacas no Brasil. De cada de casos, oito são causados por bactérias que vivem na boca dos indivíduos e estas ao caírem na corrente sanguínea são bombeados para coração e podem dar inicio à endocardite.

    A diabetes é outra doença relacionada com a doença periodontal. Os diabéticos apresentam maior risco de adquirir doenças periodontal, a qual pode dificultar a estabilidade glicêmica deste indivíduos.

    Estudos realizados por Offenbacher e colaboradores (1996) indicam que até 18% de todos os casos de nascimento de bebês com baixo peso poderiam estar relacionados às infecções periodontais das gestantes.

    Segundo o autor Frank A. Scannapieco, indivíduos portadores de doença periodontal têm maior predomínio de colonização de patógenos nos dentes e mucosa oral, que podem servir de reservatório para infecções respiratórias.

    Isto nos leva a concluir que existe uma relação muito importante entre a saúde bucal e a saúde sistêmica. A correta higienização bucal (escovar os dentes após cada refeição e usar fio dental para mantê-los sem placas bacterianas), além do tratamento adontológico preventivo pode evitar infecções e outras complicações; e que a interação entre a medicina e a odontologia torna-se sde suma importância, propiciando aos pacientes resultados mais rápidos e mais efetivos.



    Dra. Glória de F. Chaves
    Especialista em Periondia


    Fonte-livro: Medicina Periodontal
    Autores: Genco/Rosen
    • CONTATO

    •  
    • Telefone/Fax: (12) 3952-8859

    • Vendas: (12) 3954-8854(12) 3954-8855

    •  
    • Plantão de Emergência Diurno (das 08:00 às 18:00H): (12) 99712-6020

    •  
    • Plantão de Emergência Noturno (após às 18h00): (12) 98845-0132

  • Av. Major Acácio Ferreira, 670

  • Jardim Leonidia - Jacareí - SP

  • Cep. 12.327-070